quinta, 11 de fevereiro de 2021 - 16:48h
Live "Campanha de prevenção ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no período carnavalesco" alcança mais de 4 mil espectadores
1ª campanha online da Rede Abraça-me teve a participação de autoridades no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.
Por: Rodrigo Santos de Souza
Foto: Rodrigo Santos
Live "Campanha de prevenção ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no período carnavalesco"

O dia de ontem, 10 de Fevereiro, ficou marcado como a primeira campanha online de prevenção ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no período carnavalesco realizada pela SIMS - Secretaria de Inclusão e Mobilização Social e Rede Abraça-me. Evento, que tradicionalmente é realizado nas ruas de Macapá, este ano, devido à pandemia foi realizado de forma online e atingiu 4 mil espectadores no Facebook da Rede, mais de 200 comentários e 147 compartilhamentos.

O evento contou com a participação de autoridades no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, Dr. Ailton Marcelo Vidal, juiz da segunda vara criminal do Fórum de Macapá; delegado Ronaldo Entringe, titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Praticados Contra a Criança e Adolescente; Katia Cilene Ramos, enfermeira obstetra do Hospital da Criança e Adolescente; Dr. Washington Brandão, psicólogo, doutor em Teoria e Pesquisa do Comportamento/UFPA, professor da UNIFAP e coordenador do CAPSI-Macapá e Albanize Colares, secretária da SIMS.

Em sua fala a secretária Albanize Colares destacou a importância da Rede Abraça-me e das políticas de proteção "Neste momento nós precisamos ter um olhar de retrovisor do que é a Rede Abraça-me (...) que iniciou em 2008 diante da política voltada ao direito e garantias das crianças e adolescentes. Então é importante dizer que hoje nós temos uma lei de autoria da deputada Marília Góes que veio fazer a premissa e assegurar que a Rede Abraça-me esteja presente (...). Uma rede pública de fortalecimento onde cada [instituição] têm as suas atribuições (...). Um embate onde nós possamos nos fortalecer como instituições, mas possamos garantir à essas crianças e adolescentes esse trabalho, esse fluxo direcionado em cada órgão"

Com mediação de Daniela Barros, gerente do Núcleo de Proteção Especial da SIMS, o público pôde interagir fazendo perguntas aos convidados, sobre a atuação da justiça neste período de pandemia, Dr. Ailton Marcelo Vidal respondeu que "A pandemia apanhou a todos de surpresa (...) então nós fomos nos adaptando com o tempo e evoluímos para retomar as atividades (...). Nós conseguimos através de videoconferência que crianças e adolescente fossem ao Fórum e as outras partes cada um ficasse em sua casa (...) e chegamos a um sistema que se adequou e se mostrou muito proveitoso, sem nenhum perigo de revitimização ou de violência institucional contra a criança e o adolescente"

A live ainda está disponível para ser assistida pelo público no Facebook da Rede Abraça-me através do link Live Rede Abraça-me. Confira!

A Rede Abraça-me trabalha com ações no combate a violência sexual contra crianças e adolescentes no Estado do Amapá e visa à prevenção através  de ações como investigações, punições dos casos, bem como, práticas educativas em que sejam trabalhadas questões preventivas da violência como a realização de palestras educativas nas escolas e capacitações aos profissionais  que atuam na rede de atendimento especializado do estado.

A violência sexual praticada contra crianças e adolescentes é uma das mais graves violações de direitos humanos e está presente em todas as realidades, em todos os países. No Brasil, a violência sexual é reconhecida como um problema de saúde pública segundo o Ministério da Saúde, o qual indica que menos de 10% dos casos ocorridos no país chegam a ser registrados.

 

IMAGENS RELACIONADAS
  • ive
  • ive
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SIMS - Secretaria de Inclusão e Mobilização Social
Av. Procópio Rola, s/n Bairro: Centro CEP - 68.900-000 - (96) 3210-3404 - sims@sims.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2021 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá